segunda-feira, 4 de julho de 2016

Intolerância - Até quando?

Diego, estudante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi encontrado morto às margens da Baía de Guanabara, na Ilha do Fundão, neste sábado.
Segundo amigos, o estudante estava com sinais de espancamento e sem calças. Os amigos dizem ainda que o jovem foi vítima de homofobia.


O corpo dele deve ser levado para seu estado de origem para o enterro. Ainda não há informações sobre o sepultamento. 

                                                  

De acordo com a Polícia Civil, câmeras de segurança da região e da empresa de ônibus serão solicitadas para ajudar na elucidação do caso.
Jovem, com um belo futuro interrompido pela homofobia. Até quando jovens serão mortos por serem '' diferentes'' do costume social?  Vamos dizer não à violência! Vamos dizer não à intolerância!  

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Mutirões de '' anjos sem asas'' ajudam cachorros de rua

Nessas noites geladas, enquanto as pessoas e seus bichinhos se esquentam dentro de casa, aqueles que estão nas ruas sofrem com o frio.
                                             
Pensando nesses animais esquecidos por algumas pessoas, Andressa Carvalho promove mutirões em Petrópolis, para fazer camas e confortar estes cachorros. Em uma conversa com  o Foca na Notícia, ela nos contou ''as caminhas estão sendo colocadas por toda cidade, e em bairros também. Onde tem um peludinho com frio levo uma caminha'', contou.
Preocupada com os roubos, Andressa nos relatou um fato emocionante. Segundo ela, os próprios moradores de rua estão vigiando as caminhas dos animais.

                           
As pessoas podem ajudar de várias maneiras com doações de: pneus retalhos, panos, lona plastico grosso e tinta spray jet. Esta belíssima atitude deve ser copiada. Vamos fazer o bem ao próximo!

 


quarta-feira, 15 de junho de 2016

Tênis destinados aos alunos de Magé são vendidos em Salvador.

Calçados que seriam destinados aos alunos gratuitamente são vendidos em uma loja em Salvador/ BA. Este absurdo foi flagrado por um jornal local (Bocão News). Enquanto as crianças do município de Magé sofrem com o descaso, o que lhe pertence é comercializado em outo estado.

                               

A denúncia foi feita por clientes no Shopping 10 Atacadão, localizado na Avenida Sete de setembro. Os calçados estavam sendo vendidos por R$ 20,00.
                       
                             

Em entrevista ao jornal local a consumidora indignada contou, '' o que eles estão fazendo é um crime, vendendo produtos oriundos de desvio, que deveriam ser utilizados por estudantes'', contou.  A jovem percebeu que havia algo de errado, com observou uma tarja de tinta preta sobre a etiqueta da Prefeitura de Magé. Foi afirmado que os produtos não estão sendo vendidos no local.

                                        


Segundo o site, a assessoria da Prefeitura de Magé disse desconhecer '' qualquer repasse, venda ou comercialização do material em questão. Todos os procedimentos de distribuição de material escolar passam por um rigoroso controle desde que a administração municipal foi empossada'', afirmou. 


                           

terça-feira, 14 de junho de 2016

Faça o bem - Campanha do Agasalho

Enquanto as pessoas se protegem do frio em suas casas, moradores de rua sofrem com as temperaturas baixas. Em São Paulo, 4 moradores de rua morreram por conta do frio. Na região Serrana, termômetros marcaram 1,3º C.



Com isso, o Foca na Notícia está promovendo a Campanha do Agasalho, juntamente com sete amigas. Iremos recolher cobertores, agasalhos para moradores de rua de Magé. Vamos fazer o bem! Caso queira doar, entre em contato comigo!
                        

sábado, 11 de junho de 2016

Morador de rua, morre de frio em SP

Enquanto as pessoas se protegem do frio em suas casas, moradores de rua sofrem com as temperaturas baixas. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A temperatura mínima registrada na estação do Mirante de Santana foi de 5,5°C. 
Foto G1

O caso aconteceu em São Paulo, onde as temperaturas foram as mais baixas já registradas este ano.João Carlos Rodrigues, de 55 anos é do Paraná, foi encontrado morto nesta madrugada.E Segundo a Missão Belém, organização de assistência a pessoas em situação de rua ligada à Igreja Católica, ele morreu de frio. "Não tem sinal de violência", disse Eduardo Xavier, integrante da instituição.
O corpo foi encontrado por seguranças. A ocorrência foi registrada no 81º Distrito Policial, no Tatuapé. Policiais informaram que a causa da morte só poderá ser apontada pelo Instituto Médico Legal (IML).
A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) informou que João Carlos Rodrigues não teve nenhuma passagem por centros de acolhida da rede socioassistencial.
                      
imagem representativa 
       

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Retrocesso Social - Polícia investiga vídeo que exibe sessão de estupro coletivo

Atualização 06/06/2016 às 13:39

Vídeo no celular de Raí mostra que jovem implorou para não ser estuprada. A jovem teria sido estuprada duas vezes, e na segunda foi humilhada com xingamentos pelos criminosos. 



A vítima foi estuprada às 7h de sábado, após sair de baile funk, e no domingo, às 19h. Além do vídeo que já havia sido publicado, uma outra gravação feita mostra as cenas e os objetos sendo introduzidos nas partes íntimas da menina desacordada.

O aparelho, que o Raí dizia ter jogado fora, estava guardado na casa de um amigo, em Madureira. 
Raí e Raphael Assis Duarte Belo, de 41, continuam presos.  Moisés Camilo de Lucena, conhecido como Canário, e Jefinho estão foragidos. 


Segundo informações,traficantes teriam obrigado moradores a participar de manifestações contra a jovem estuprada. 

Lucas Perdomo, de 20 anos,treinou no Boavista nesta segunda-feira, após passar o fim de semana em casa. Ele treinou durante a manhã. Lucas chegou ao centro de treinamento, em Nova Iguaçu. 


Imagem retirada do jornal Extra


Atualização 01/06/2016 às 17:38
 Raphael de Assis Duarte Belo, de 41 anos, se entregou à Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (1º). O Raphael aparece em uma foto fazendo selfie com a jovem desacordada na cama.
Continuam foragidos Marcelo Miranda Correa, suspeito de divulgar as imagens, Sérgio Luiz da Silva Júnior, o "Da Rússia", apontado como chefe do tráfico no Morro do Barão, e Michel Brasil da Silva, também suspeito de divulgar o vídeo. Um sétimo suspeito foragido não teve a identidade divulgada.


Atualização 27/05/2016 às 13:02

 

A Polícia Civil já identificou quatros suspeitos de participarem do estupro coletivo. Segundo informações, Marcelo Miranda da Cruz Correa, de 18 anos, e Michel Brazil da Silva, de 20 anos, são os suspeitos de divulgar o vídeo no Twitter. E Lucas Perdomo, de 20 anos, era o namorado da vítima e teria participação direta no crime.
Lucas e Raphael (imagem de divulgação)

O outro homem, é Raphael Belo, 41 anos. Ele tirou foto com a vítima desacordada. Raphael trabalhou como operador de câmera da Globo. 
A jovem vítima, agradeceu o apoio nas redes sociais e desabafou. 

Na segunda-feira, a subsecretária de Direitos Humanos do Rio, Andrea Sepulveda, informou que a jovem vai deixar o Estado do Rio. A decisão aconteceu após a pasta detectar "ameaça gravíssima".  A adolescente já conta com apoio psicológico.

 

Atualização 26/05/2016 às 15:21

A jovem de 16 anos, vítima de estupro coletivo no
Morro São João, em Praça Seca, foi encontrada e hospitalizada. Ela foi ao ginecologista do Hospital Maternidade Maria Amélia, que é anexo ao Souza Aguiar, para fazer exames. A vítima passou a madrugada no Instituto Médico Legal e já foi ouvida na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que investiga o caso.

 

 A polícia já identificou três dos criminosos, que terão as prisões preventivas pedidas. O Ministério Público informou que está acompanhando o caso e que já recebeu 800 denúncias, pela ouvidoria.

Em entrevista, a menina disse que foi dormir na casa do namorado, na última sexta-feira, e só acordou no domingo.
''Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim. Só quero ir para casa'', disse a vítima.



25/05/2016

Nesta quarta- feira (25), um vídeo postado no Twitter repercutiu nas redes sociais. O vídeo, mostra uma jovem nua e desacordada após uma sessão de estupro. O perfil do criminoso foi excluído.

O criminoso, ainda disse no vídeo '' 
Essa aqui, mais de 30 engravidou. Entendeu ou não entendeu? Olha como que tá (sic). Sangrando. Olha onde o trem passou. Onde o trem bala passou de marreta'' disse um dos homens.O titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), Alessandro Thiers, confirmou a informação. O caso aconteceu na cidade do Rio. 
 
                       
                                       


Após repercussão, internautas julgaram e repudiaram a jovem vítima. A roupa não determina se uma mulher merece ser violentada ou não. Nos questionamos este retrocesso social. Até quando as mulheres sofrerão abusos e serão culpadas?Até quando este desrespeito irá continuar? Até quando nós mulheres nos sentiremos inseguras ao andar nas ruas?   O problema certamente não é só dos criminosos, o problema se encontra principalmente na sociedade.




Sociedade a qual deveria repudiar e lutar contra estes problemas, grita a favor da ação. Essa jovem possui direitos, infelizmente ela não foi a única vítima de abusos sexuais. As leis precisam ser efetivadas. A sociedade precisa acordar!


                                                      

terça-feira, 24 de maio de 2016

CCBB Rio promove '' Diálogos sobre o feminino''

CCBB Rio (Centro Cultural Banco do Brasil),  abordará ciclo de debates sobre arte e feminismoSerão quatro encontros gratuitos, sempre na última quarta-feira do mês até o mês de agosto. Nos dias 25 de maio, 29 de junho, 27 de julho e 24 de agostoO evento de abertura terá início às 16h30. 

                                      

A primeira mesa redonda que será amanhã, contará com Heloísa Buarque de Hollanda. 
O evento é gratuito, e a retirada de senhas é uma hora antes do início na bilheteria do local

                           

Mais informações, acesse o site.