terça-feira, 10 de março de 2015

Jovem morre após sofrer agressões na escola

Jovem de 14 anos morreu nesta segunda-feira (09/03) após ser espancado dentro de uma escola pública em SP, onde estudava. Tamanha barbaridade aconteceu pelo fato do adolescente ser filho adotivo de um casal homossexual. A Secretaria Estadual de Saúde confirma que o adolescente deu entrada nesta quinta-feira (05/03) no Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos com parada cardiorrespiratória. Exames feitos no adolescente também constataram que ele teve hemorragia, mas não apresentava sinais externos de violência física.


Os médicos relataram aos familiares que o menino teve aneurisma cerebral. Um boletim de ocorrência foi registrado pelos pais da vítima na Delegacia de Ferraz de Vasconcelos. Entretanto, a Secretaria Estadual de Educação informou que não há nenhum registro de agressão no interior da unidade onde o adolescente estudava. O pai informou que pretende processar o governo de São Paulo.

Ato inaceitável que aconteceu com esse jovem. Independente da sua família, gênero, cor, raça, naturalidade, ninguém merece sofrer agressões, preconceitos e discriminação. Segundo o Art. 5º da Constituição Federativa do Brasil, "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade".                               

                                     

4 comentários:

  1. Muito triste ver uma notícia dessa. Só demonstra o quanto o homem é o lobo do próprio homem.
    www.achadoseperdi-dos.com

    ResponderExcluir
  2. Fico mais triste em saber que os agressores são crianças, futuros adultos.

    ResponderExcluir
  3. Que tristeza! Ainda tem muita coisa pra mudar nesse mundo. Espero que não faltem pessoas dispostas pra fazer isso.

    ResponderExcluir