terça-feira, 5 de maio de 2015

Lutador Darke - história de força e persistência


Hoje foi realizado na minha faculdade (Unigranrio, campus Duque de Caxias) uma entrevista coletiva com o lutador de Muay Thai e mestre, Darke. O lutador, tem sua história movida pela superação e persistência. Nascido em família humilde, o atleta enfrenta dilemas desde a infância. Com apenas 13 anos, sofreu com alergia muito elevada e então foi indicado a praticar natação. Porém, além de sua família não ter condições, o bairro onde morava era precário.

Darke e sua esposa. Foto: Unigranrio.
A partir disso, Darke entrou no universo da luta e novos desafios surgiram. O atleta sofreu de problema cardíaco; seu coração aumentou o dobro do tamanho, problema raro identificado pelos médicos. Ficou dependente após a cirurgia e perdeu 17 kg. Mesmo com dificuldades para se reerguer, o lutador não desistiu e com determinação voltou ao esporte. Em apenas 1 ano, Darke tornou-se campeão mundial na Tailândia em nocaute de 32 segundos. Em entrevista, o atleta relatou: "senti medo, mas dei o melhor de mim". Com orgulho, disse ainda que essa foi a maior luta já conquistada em sua vida.
                                 
Darke em sua academia Nocaute.
Almejando cada vez mais e sempre persistindo, Darke tornou-se empresário, montou academias junto à esposa com Crosstraining, MMA, Jiu-Jitsu e Muay Thai. Investindo sempre no esporte, o atleta trouxe uma novidade para a Baixada - o primeiro e único Circuido Indoor personalizado. Apesar de estar no ramo empresarial, o lutador não deixou o Muay Thai e no dia 8 estará indo para Argentina competir.

Na entrevista coletiva, perguntei ao lutador qual foi seu mantra pra continuar no esporte com todas as dificuldades e superações que enfrentou. A resposta foi: "persistir sempre, desistir nunca!". Contou ainda que leva esse pensamento de força e persistência para seus alunos e para sua trajetória de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário