quarta-feira, 10 de junho de 2015

Brutalidade no Piauí

Jovem de 17 anos, saiu com três amigas para passear nos arredores de Castelo do Piauí, cerca de 190 km de Teresina, e quando foram amarradas, estupradas, apedrejadas e arremessadas de um penhasco.

As quatros jovens, uma de 15, outra de 16 e duas de 17 anos, faziam fotos de paisagem da cidade quando foram abordadas pelos criminosos. Assim começou a brutalidade, as meninas foram torturadas, apanharam com socos e pedradas, e estrupadas. Elas foram encontradas desacordadas, seminuas e cobertas de hematomas e sangue.

E neste domingo (7) uma das meninas faleceu, d
e acordo com o diretor do Hospital de Urgência de Teresina, Gilberto Albuquerque, a adolescente de 17 anos passou 10 dias
 internada, cinco destes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu.  A adolescente teve esmagamento da face do lado direito, lesões pelo pescoço e traumatismo torácico. Mesmo após procedimentos cirúrgicos, a equipe médica não conseguiu evitar as complicações em decorrência das hemorragias.
                       
                             
As outras duas garotas que estão internadas no HUT, Gilberto Albuquerque afirmou que elas estão conscientes. Na quarta-feira (3), a outra paciente de 17 anos que também estava na UTI melhorou e os médicos decidiram encaminhá-la para a unidade de cuidados intermediários.

A terceira menina foi transferida para um hospital particular onde passou por uma cirurgia para retirar fragmentos de ossos na cabeça. A garota está consciente e seu estado de saúde é considerado estável. 

Os suspeitos foram encontrados, quatro têm entre 15 e 17 anos e o quinto é um adulto de 41 anos. A brutalidade do crime causou choque, protestos e comoção nos moradores da cidade. Escolas e prédios públicos não abriram em sinal de luto.

Cortejo da jovem
Três dos quatro menores  confessaram o crime, e outro nega participação. O adulto, Adão José Sousa, 41, também nega. Segundo a polícia, os jovens afirmaram que agiram sob efeito de drogas, teriam consumido crack e maconha.  Os criminosos têm passagem pela polícia e estão apreendidos, dois dos três menores somam juntos mais de 120 ocorrências na delegacia e no  Conselho Tutelar de Castelo do Piauí.  

No momento, os quatro menores estão recolhidos no Centro de Internação Provisória de Teresina (CEIP). Eles responderão pelos atos infracionais equivalentes aos crimes de tentativa de feminicídio, associação criminosa e, caso comprovada, pela prática de estupro. 
Segundo a polícia, os adolescente deverão pegar a pena máxima prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que é de três anos de internação. E 
Adão José de Sousa está preso na Penitenciária Provisória de Altos. 
                           
Os 

Em entrevista, o pai de Danielly - jovem que faleceu, diz ser favorável a redução da maioridade penal, e desabafou '' mas vai mudar alguma coisa? Minha filha já se foi.'' Disse  

O pai ainda inconsolável relatou, '' confio apenas na justiça de Deus. Pode demorar, mas não falha. Só ele sabe o que essas meninas sofreram.'' Informou






Nenhum comentário:

Postar um comentário