domingo, 11 de outubro de 2015

Jovem se dedica ao mercado informal para realizar seu sonho

A forte crise econômica que atinge o Brasil, que fez vítimas em diversos ramos do mercado de trabalho, parece não ter fim. Por isso, alguns comerciantes estão buscando outras alternativas de lucrar, e montar o seu próprio negócio parece ser uma boa opção. De acordo com uma pesquisa da Global Entrepeneurship feita em 2013, de cada 100 brasileiros, entre 18 e 64 anos, 34% deles estão envolvidos ou criando um negócio próprio.


Os números só confirmam que o empreendedorismo vem ganhando adeptos ao longo dos anos. Os brasileiros que veem seus objetivos interrompidos pela carência de verbas começam a encontrar alternativas para viabilizar seus sonhos. Foi o caso da estudante Olivia Carolinne, de 21 anos. Ela usou suas habilidades de cozinheira para fazer e vender trufas na universidade que estuda. A iniciativa se tornou uma forma dela financiar um curso importante para a sua carreira.


"Precisava arrumar uma maneira pra financiar o meu curso, e então surgiu a ideia de vender as trufas e a e a maioria das pessoas gostam de chocolate. Pesquisei por meses e vi que a tentativa era interessante. Por fim deu certo", declarou. Olivia inova cada vez mais, através das mídias sociais ela divulga seu trabalho aumentando o número de clientes, e a cada semana a jovem busca surpreender com novos produtos e sabores.


"Quero ser um exemplo pra mim mesma de superação, e no futuro, quando for uma grande profissional, ser um exemplo pros meus filhos para que nunca desistam na primeira tentativa, e de que tudo a gente pode, basta ter força de vontade", ressaltou a jovem.


Com esse momento conturbado na economia do país, a receita é inovar. Descobrir em suas capacidades uma maneira criativa para driblar os problemas financeiros e seguir em frente na realização de um sonho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário